156 Acesso àInformação

Programas em ação

Programas em ação

Bom Negócio tem capacitações gratuitas pela internet nas férias

O ano de 2022 só está começando e que tal você, empreendedor, aproveitar o período de férias para se capacitar gratuitamente para um ano que promete ser de aceleração econômica em Curitiba? Uma boa opção são os cursos à distância (EAD) do Bom Negócio – Vale do Pinhão da Prefeitura.  As rotas EAD 1 e […]

compartilhe
Aproveite o período de férias para se capacitar gratuitamente em cursos à distância (EAD) do Bom Negócio – Vale do Pinhão da Prefeitura. Curitiba, 04/01/2022. Foto: Ricardo Marajó/SMCS

O ano de 2022 só está começando e que tal você, empreendedor, aproveitar o período de férias para se capacitar gratuitamente para um ano que promete ser de aceleração econômica em Curitiba? Uma boa opção são os cursos à distância (EAD) do Bom Negócio – Vale do Pinhão da Prefeitura. 

As rotas EAD 1 e 2 do programa, vinculado à Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação, têm um total de 30 horas de capacitação gratuita pela internet em um site intuitivo e de fácil acesso.

São aulas continuadas, ou seja, que podem ser feitas a qualquer momento (acesse o site aqui).

“As rotas 1 e 2 trazem um conteúdo tanto para quem quer começar um negócio como para o empreendedor que já tem anos de estrada e está em momento de mudança ou precisa se diferenciar em um mercado cada vez mais competitivo. Todos são preparados para adotar uma nova cultura empreendedora”, destaca Cris Alessi, presidente da Agência Curitiba. 

Daniela Vitório Del Puente, coordenadora do Bom Negócio, explica que para participar das aulas do Bom Negócio não é necessário ter CNPJ (ter uma empresa). “A inscrição no site do programa é simples e rápida. Com dados de documentos pessoais, endereço, celular para contato e e-mail, o empreendedor já estará matriculado e poderá iniciar as rotas de ensino à distância, primeiros passos da jornada do Bom Negócio, que ainda tem a Rota 3, híbrida (on-line e presencial) e a fase de mentorias”, conta ela.

Rotas  

Na Rota 1 do Bom Negócio, de 16 horas, são abordados os temas Empreendedor com sucesso; O mercado, Marketing, Finanças e Plano de negócios. Já na rota 2, de 14 horas, o empreendedor irá aprender sobre Planejamento estratégico; Estratégias financeiras; Ferramentas práticas de gestão e inovação; Como construir a empresa certa para clientes certos; Como aumentar e gerenciar suas vendas, Gestão de pessoas e Como desenvolver times de alta performance.

“Os vídeos das aulas EAD têm duração entre 5 a 15 minutos  e foram produzidos pela Agência Curitiba em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas  no Paraná (Sebrae-PR), Instituto Superior de Administração e Economia (Isae/FGV) e produtora Kultivi”, salienta Daniela.

Ao fim de cada uma das rotas, o empreendedor faz testes de conhecimento que poderão indicar a necessidade da pessoa reforçar alguns temas, retomando algum módulo.

Rota 3 semestral

Além das rotas 1 e 2, também é oferecida a Rota 3, que antes da pandemia era presencial e desde o ano passado passou a ser híbrida (on-line e presencial). As turmas deste semestre devem ter inscrições em março e as aulas estão previstas para começar logo em seguida.

Durante o curso da Rota 3 são reforçados temas como gestão inovadora; finanças e sustentabilidade; marketing, tecnologia e novos negócios; gestão de pessoas; mercado, produto, vendas e novo cliente; criatividade e inovação; e startups.

Para participar da Rota 3, é obrigatório o empreendedor ter concluído as capacitações das rotas 1 e 2. O programa ainda oferece mentorias de especialistas, para orientações individuais (Rota 4).

Na prática

O designer de produto Jean Cezar de Oliveira é fundador da marca de pranchas de surfe BigodonDesigns e fez todas as rotas do Bom Negócio. Foto: Levy Ferreira/SMCS

No ano passado, o designer de produto Jean Cezar de Oliveira participou de todas as etapas do Bom Negócio. O empreendedor fundou, em 2017, a marca de pranchas de surfe BigodonDesigns (@bigodondesigns), que busca se diferenciar de outros fabricantes mais voltados à performance e competição.

Mas enquanto Oliveira já tinha bem definidos o produto e o público a ser conquistado, ele ainda sentia dificuldade na gestão financeira e também em definir estratégias de vendas. “Com o curso desenvolvi um plano de negócios da empresa. Se tivesse feito no começo da marca já estaria em outro momento de crescimento”, avalia ele. .

Relançado em 2018 pelo prefeito Rafael Greca, o Bom Negócio – Vale do Pinhão já capacitou 4,7 mil pessoas até o ano passado.

 As aulas à distância (EAD) – das rotas I e II – podem ser iniciadas a qualquer momento na plataforma on-line do programa.

NOTÍCIAS RELACIONADAS