156 Acesso àInformação

Startups

Startups

Celeiro de fintechs, Prefeitura reforça apoio a startups de serviços financeiros

Parceiras de ações de apoio aos pequenos negócios durante a pandemia em Curitiba, as startups de serviços financeiros (fintechs) foram homenageadas pelo prefeito Rafael Greca nesta quinta-feira (17/12). “Vocês são parte do esforço da recuperação econômica da nossa capital e também representam o rosto da esperança, de Curitiba continuar na vanguarda em inovação”, afirmou ele. […]

compartilhe
Prefeito Rafael Greca e Cris Alessi Presidente da Agencia Curitiba se reunem por videoconferência com Fintechs no Salão Brasil – Curitiba, 17/12/2020 – Foto: Daniel Castellano / SMCS

Parceiras de ações de apoio aos pequenos negócios durante a pandemia em Curitiba, as startups de serviços financeiros (fintechs) foram homenageadas pelo prefeito Rafael Greca nesta quinta-feira (17/12). “Vocês são parte do esforço da recuperação econômica da nossa capital e também representam o rosto da esperança, de Curitiba continuar na vanguarda em inovação”, afirmou ele.

O encontro com representantes de fintechs, na sede da Prefeitura, teve participação presencial e por videoconferência.

O prefeito justificou a homenagem, lembrando que, já no começo da pandemia, a Prefeitura e a Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação lançaram um edital de doação para startups oferecerem a pequenos empresários da capital plataformas e aplicativos para venda, pagamento e apoio à gestão da empresa. “A parceria com fintechs da capital permitiu a criação, por exemplo, de lojas virtuais para pequenos comerciantes, feirantes e até artesãos da Feira de Artesanato do Largo da Ordem”, recordou.

Startup Genome

Greca também aproveitou o encontro com as fintechs para parabenizar as empresas curitibanas por colocarem a capital no ranking das 13 cidades mais promissoras do mundo para startups de serviços financeiros. O levantamento foi divulgado, no início de dezembro, e integra o Global Fintech Ecosystem Report 2020, estudo feito por Startup Genome, Global Entrepreneurship Network (GEN) e Crunchbase. “Essa é mais uma grande vitória de Curitiba e do Vale do Pinhão, nosso movimento do ecossistema de inovação”, frisou ele.

O prefeito lembrou ainda que o município vai continuar, nos próximos quatro anos, a dar apoio às empresas que investem em tecnologia e inovação. “Nossa Curitiba continuará a oferecer um ambiente propício para os empreendedores lançarem produtos e serviços que melhorem a vida da população. Esta é a missão do Vale do Pinhão”, acrescentou ele.

Prefeito Rafael Greca e Cris Alessi Presidente da Agencia Curitiba se reunem por videoconferência com Fintechs no Salão Brasil – Curitiba, 17/12/2020 – Foto: Daniel Castellano / SMCS

Vale do Pinhão

A presidente da Agência Curitiba, Cris Alessi, lembrou que o Vale do Pinhão foi proposto pelo prefeito Rafael Greca, antes mesmo dele tomar posse, em 2017, para que Curitiba recuperasse o seu DNA inovador. “Rapidamente todo o ecossistema de inovação da cidade, formado por universidades, startups, grandes empresas, instituições de fomento e terceiro setor, se uniu para desenhar o Vale do Pinhão, o movimento de todo ecossistema de inovação para tornar Curitiba referência em smart city (cidade inteligente) e em desenvolvimento sustentável no país”, disse.

Quatro anos depois, salientou Cris, o ambiente de negócios da capital voltou a ser atrativo para as empresas – que são estimuladas a continuar ou se instalar na cidade – graças a iniciativas do Vale do Pinhão como  a desburocratização da abertura de empresas (entre 2017 e 2019); a regulamentação da Lei de Inovação (2018); a realização do Smart City Expo Curitiba, edição brasileira do maior evento de cidades inteligentes do mundo (2018 e 2019); e a retomada do programa municipal de incentivo Tecnoparque, que oferece redução de ISS de 5% para 2% a empresas que investem em tecnologia e inovação (2018).

“Empresas como a fintech curitibana Ebanx, primeiro unicórnio do Vale do Pinhão e do Sul do país (empresas de tecnologia avaliadas em mais de US$ 1 bilhão), sabem que podem investir em Curitiba e já estão contratando mais colaboradores para conquistar novos mercados sem sair daqui”, exemplificou Cris.

Missão

Presente ao encontro, o head de Produto da startup curitibana Juno, André Carrera, afirmou que é missão da empresa oferecer soluções inovadoras para que os negócios possam crescer. “Foi um ano de desafios, mas também de muitas oportunidades”, observou o executivo da empresa que oferece soluções de pagamentos e serviços financeiros.

Sócio e diretor regional da Stone no Sul do país, João Britto participou à distância do encontro e contou que Curitiba é um dos principais mercados da startup no país. “Queremos alavancar o potencial do varejo da cidade”, garantiu ele. No último sábado (12/12), a Stone fez uma ação em Nova York, exibindo no telão da Nasdaq, na Times Square, uma homenagem aos empreendedores das cidades brasileiras. Para quem tem um negócio na capital paranaense foi veiculado o reconhecimento: “aos empreendedores de Curitiba por moverem o Brasil”.

Também por videoconferência, Alphonse Voigt, CEO e um dos fundadores do Ebanx, reforçou que a startup deve muito de seu sucesso a Curitiba. “Hoje, somos mil Ebanxers que integram uma empresa que nasceu de um sonho que está sendo levado para o mundo”, salientou o executivo da empresa referência em soluções para pagamentos na América Latina. Ele também agradeceu a atuação da Agência Curitiba na consolidação do ecossistema de inovação da capital nos últimos quatro anos. 

Também participaram presencialmente do encontro Lucas Ribeiro, fundador e CEO Roit Bank; André Zandoná, head de Operações da Bcredi;  Guilherme Zonatto, COO da Wuzu; Paulo Krauss, diretor de Novos Negócios da Agência Curitiba; e Marlon Alves Cardoso, gestor de incentivos fiscais e startups da Agência Curitiba.

Por videoconferência, também acompanharam Riccardo Lanzuolo, CEO da 4KST; Henrique Gusso Netzka, CEO da Nimbly; e Ronaldo Campos de Oliveira, fundador e CEO da Giro.Tech.


Conheça mais sobre as fintechs que participaram do encontro:

Juno

A Juno integra do Tecnoparque e oferece soluções de pagamentos e serviços financeiros, oferecendo cartão de crédito pré-pago, pagamentos e cobranças (via QRCode e PIX do Banco Central), API de integração de sistemas com os clientes, por exemplo. A fintech deve chegar a mais de 100 mil clientes ativos até 2020, atendendo qualquer tamanho de negócio e também pessoas físicas.

Roit Bank

A Roit é uma fintech curitibana que nasceu em janeiro de 2016, como uma empresa de consultoria tributária e desenvolvedora de tecnologia para o ecossistema contábil, fiscal e financeiro, com inteligência artificial e robotização. Com crescimento exponencial de 500%, em média, a cada ano, hoje conta com quase 200 colaboradores e mais de 300 clientes, entre médias e grandes empresas em todo o Brasil.

Bcredi

Integrante do Tecnoparque, a Bcredi é uma fintech que se preocupa com o crédito saudável e seu impacto na economia, com base tecnológica e uma estrutura enxuta oferece crédito com garantia de imóveis a taxas reduzidas e prazo alongado em um processo 100% online, diminuindo a burocracia do processo.

Wuzu

A Wuzu desde 2016 atua no mercado de capitais. Sua plataforma, que utiliza tecnologia de blockchain, permite a fundos de investimento, corretoras e bancos negociarem ativos do mercado digital de capitais financeiros de qualquer localidade e 24h. Seu sistema de monetização é por taxas muito mais atrativas que do mercado tradicional.

Ebanx

Fundado em Curitiba, o Ebanx é a única startup unicórnio da Região Sul do país, desde 2019, avaliada em US$ 1 bilhão. A empresa atua no segmento de pagamentos, intermediando as operações de consumidores da América Latina em mais de mil sites internacionais. Recentemente, a empresa também passou a soluções para pagamentos e vitrine virtual de produtos de empreendedores de todo Brasil.

Stone

Com 70 funcionários em Curitiba e região, a Stone é uma fintech de meios de pagamentos através de máquinas de cartões.  Foi criada no Rio de Janeiro em 2012 e virou unicórnio em 2018. No último sábado (13/12), a Stone fez uma ação em Nova York, exibindo no telão da Nasdaq, na Times Square, uma homenagem aos empreendedores das cidades brasileiras, uma das telas agradeceu “aos empreendedores de Curitiba por moverem o Brasil”.

4KST

A curitibana 4KST é uma startup oriunda da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) que possui tecnologia para construção de modelos “preditivos de alta acurácia”, ou seja, capturam as mudanças do mercado (novos padrões de dados), diminuindo as taxas de inadimplência e aumentando a taxa de conversão de vendas em e-commerces.

Nimbly

A Nimbly oferece um software para gestão financeira, fiscal, comercial e operacional em uma plataforma ágil e moderna, que automatiza tarefas operacionais (como faturamento, envio de cobranças e pagamentos bancários) e possibilita a organização de qualquer processo através de workflows customizáveis.

Giro.Tech

A Giro.Tech foi criada em Curitiba para apoiar empresas a criar a sua própria operação de crédito e atuar como banco, permitindo assim gerar novas receitas financeiras e ser um distribuidor de crédito para seus clientes, fornecedores e funcionários. A startup foi segunda colocada no reality Rocket Startup em 2019 e atualmente está sendo acelerada no hub de inovação da PUCPR, a Hotmilk.

NOTÍCIAS RELACIONADAS