156 Acesso àInformação

Startups

Startups

Checkmob é a 100ª empresa de Curitiba a aderir ao Tecnoparque

A startup curitibana Checkmob é a 100ª empresa da capital a aderir ao Tecnoparque, programa da Prefeitura que oferece redução de 5% para 2% no Imposto Sobre Serviços (ISS) a empresas que investem em tecnologia e inovação. A startup da capital oferece uma plataforma que permite aos gestores acompanhar o trabalho de equipes externas. “Dependemos unicamente […]

compartilhe
Startup Checkmob, 100ª empresa da capital a aderir ao Tecnoparque. Curitiba, 09/03/2020. Foto: Lucilia Guimarães/SMCS

A startup curitibana Checkmob é a 100ª empresa da capital a aderir ao Tecnoparque, programa da Prefeitura que oferece redução de 5% para 2% no Imposto Sobre Serviços (ISS) a empresas que investem em tecnologia e inovação. A startup da capital oferece uma plataforma que permite aos gestores acompanhar o trabalho de equipes externas.

“Dependemos unicamente das nossas vendas para investir e crescer. Com o benefício do Tecnoparque, vamos conseguir desenvolver novas funcionalidades do software e também contratar mais funcionários”, conta Norton Luiz Ritzmann, CEO da Checkmob.

Com sede no bairro Mossunguê, a Checkmob tem hoje 16 colaboradores, entre desenvolvedores e equipe de vendas, e espera fechar o ano com mais seis novos empregados. “Ainda somos pequenos, mas queremos crescer muitos nos próximos dois anos”, garante Norton.

Suspenso para novas adesões desde 2013, o Tecnoparque foi retomado no segundo semestre de 2018 pela gestão do prefeito Rafael Greca. Entre as atividades incentivadas pelo programa, estão telecomunicações, informática, pesquisa e desenvolvimento, design, ensaios e testes de qualidade.

“Em menos de dois anos, já são quase 20 novas adesões no programa. São empresas, como  Checkmob,  MadeiraMadeira, Olist, Doctoralia, Contabilizei e Hi Technologies, que estão investindo em novas tecnologias e ajudando a criar o emprego do futuro na capital”, comemora Cris Alessi, presidente da Agência Curitiba de desenvolvimento e Inovação, orgão ligado ao município e responsável pela gestão do Tecnoparque.

Também estão inscritas no Tecnoparque empresas como Positivo, Seccional, Quanta, Senffnet,Unify,WNI, FH, Direção,  Horizons, Rentcars e Pelissari.

Plataforma e app

Criada em 2013, Checkmob desenvolveu uma plataforma SaaS (software como serviço) que funciona via internet e um aplicativo mobile. Quando o vendedor de uma empresa cliente da Checkmob sai a campo, ele registra no aplicativo o local, status da visita e observações que podem ser personalizadas de acordo com a necessidade de cada empresa. Na sede da empresa, o gestor acompanha tudo em tempo real pela plataforma e pode gerar relatórios classificados por cliente, vendedor, região e atividade.

“A Checkmob nasceu para automatizar atividades de campo dos nossos clientes usando o que há de mais moderno em mobilidade, geolocalização, informação em tempo real e colaboração, tudo 100% via Internet”, lembra Norton.

O software da startup curitibana também permite uma interface (API) de integração com outros dispositivos, o que viabiliza a conexão do sistema com qualquer ERP ou CRM (softwares que oferecem, por exemplo, recursos digitais de redução de custos e eficiência da gestão) presente nas empresas que contratam o serviço da Checkmob.

“A plataforma ajuda a aumentar a produtividade em vendas das empresas que possuem equipes externas, trazendo métricas e informações relevantes para o negócio de uma maneira mais simples e rápida, mas que também possa ajudar o vendedor a otimizar o seu trabalho”, reforça Enrique Antonio Remor, executivo de vendas corporativas da Checkmob.

Atualmente, a startup curitibana tem clientes no Brasil, Argentina, Moçambique e Portugal. Já usam o software da Checkmob empresas como Philips, Banco RCI e CVC Viagens.

Para participar do Tecnoparque, explica Marlon Cardoso, gestor do programa, as empresas devem apresentar um projeto para análise técnica ao Comitê de Fomento do Município (Cofom) — formado por entidades do setor público e da sociedade civil organizada (como Sebrae-PR, UFPR, PUCPR, UFTPR, Fiep).

Emprego do futuro

Emprego do Futuro é uma das principais agendas da gestão do prefeito Rafael Greca, assim como mobilidade urbana, sustentabilidade e cultura da inovação. A conexão de Curitiba e dos curitibanos com os desafios para a conquista dos Empregos do Futuro motivou um conjunto de ações desenvolvidas pelo Vale do Pinhão, o movimento da Prefeitura e do ecossistema de inovação da cidade para garantir o crescimento sustentável de Curitiba.

Desenvolvidas pela Agência Curitiba/Vale do Pinhão e Fundação de Ação Social (FAS), as iniciativas englobam desde ações focadas no setor de tecnologia e inovação até as de capacitação de habilidades técnicas e humanas. O princípio é simples: muitas profissões “tradicionais” vão mudar e muitas novas vão surgir. O objetivo é capacitar, apoiar e incentivar jovens e adultos, de forma que estejam mais bem preparados para as demandas do mercado de trabalho atual e futuro. As iniciativas incluem: Worktibas, 1ºEmpregotech, Primeiro Emprego, Tecnoparque, Liceus de Ofícios e Inovação, Bom Negócio, Mobiliza, Espaços Empreendedor, Empreendedora Curitibana, Fab Lab e Paiol Digital.

Mais informações sobre o Tecnoparque e como se inscrever nas oficinas no botão abaixo.

NOTÍCIAS RELACIONADAS