156 Acesso àInformação

Eventos

Eventos

Com coronavírus, programa Empreendedora Curitibana oferece curso colaborativo digital

Inovar é a base do programa Empreendedora Curitibana e, na quinta-feira (9/4), a própria capacitação para o empreendedorismo feminino adotou um formato inédito, aliando colaboração e tecnologia digital. Durante a pandemia do novo coronavírus, a jornada empreendedora gratuita terá cursos a distância (EAD), com mentoras voluntárias compartilhando conhecimentos e experiências por meio da plataforma de conferências virtuais […]

compartilhe
Foto: Pixabay

Inovar é a base do programa Empreendedora Curitibana e, na quinta-feira (9/4), a própria capacitação para o empreendedorismo feminino adotou um formato inédito, aliando colaboração e tecnologia digital. Durante a pandemia do novo coronavírus, a jornada empreendedora gratuita terá cursos a distância (EAD), com mentoras voluntárias compartilhando conhecimentos e experiências por meio da plataforma de conferências virtuais Microsoft Teams. 

O Empreendedora Curitibana é um programa do Vale do Pinhão, promovido pela Prefeitura e Agência Curitiba de Desenvolvimento.  

“É a primeira vez que vejo uma cidade adotar este tipo de tecnologia para capacitar empreendedores e que oferece um diálogo, gerando um sentimento de pertencimento”, afirma Giselli Ribeiro dos Santos, diretora do Centro Rebouças de Inovação e Aceleração (Cria). Com 18 anos de experiência na área de TI de grandes bancos como Bradesco e HSBC, Giselli liderou, na quinta- feira, no Microsoft Teams, o primeiro módulo do curso Modelo de Negócio. 

Com o objetivo de ajudar mulheres a estruturar projetos de empreendedorismo e atingir objetivos, o curso on-line do Empreendedora Curitibana terá mais dois módulos de Modelo de Negócio (16/4 e 23/4, às 14h). Além de Giselli, a capacitação reúne um time de mentoras voluntárias referência em gestão, finanças e direito, como Mayara Sandri, Marcela Milano, Andressa Ramos dos Santos, Camile Just, Geovana Conti, Karina Foroutan, Yesica Vecchi, Gisele Cipili e Franciele Gabardo.

Cris Alessi, presidente da Agência Curitiba, lembra que o formato digital das capacitações do Empreendedora Curitibana mostra o esforço do município em manter a programação bianual, mesmo com a necessidade de isolamento social devido à convid-19.

“Enquanto as palestras, cursos e workshops presenciais do programa estiverem suspensos, vamos continuar a apoiar o empreendedorismo femimino, trabalhando em conjunto de forma colaborativa em um padrão digital”, reitera Cris. 

Formato

Cibia Gimenez, coordenadora do programa, observa que as capacitações on-line do Empreendedora Curitibana adotam um formato para ajudar a estimular a inovação e o fomento de novos negócios por meio de conversas e interações animadas.

“Depois de uma abertura inicial pela líder das mentoras, as empreendedoras participantes dos cursos são direcionadas para salas de chat paralelas, onde fazem atividades com as mentoras”, detalhou ela. 

Durante o mês de maio, antecipa Cíbia, estão programados vários cursos on-line do Empreendedora Curitibana, que abordarão temas como finanças, inovação e mercado. As datas ainda serão divulgadas. 

Para participar das aulas do Empreendedora Curitibana é obrigatório fazer a inscrição no site do Vale do Pinhão.

NOTÍCIAS RELACIONADAS