156 Acesso àInformação

Programas em ação

Programas em ação

Curitiba é exemplo nacional em evento de smart city Brasil-Suécia

“A inovação só é válida quando se torna um processo social. Quando melhora a vida do indivíduo e da sociedade”, defendeu nesta quarta-feira (16/6) o prefeito Rafael Greca, durante o Workshop SmartCities Brasil-Suécia. A capital paranaense foi apresentada como o grande exemplo de inovações e transformações urbanas no país no evento internacional, que teve a […]

compartilhe
Evento on-line teve participação on-line de autoridades brasileiras e do país europeu.

“A inovação só é válida quando se torna um processo social. Quando melhora a vida do indivíduo e da sociedade”, defendeu nesta quarta-feira (16/6) o prefeito Rafael Greca, durante o Workshop SmartCities Brasil-Suécia. A capital paranaense foi apresentada como o grande exemplo de inovações e transformações urbanas no país no evento internacional, que teve a participação on-line de autoridades brasileiras e do país europeu.

O workshop foi organizado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e pela Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Emprapii).

Durante a apresentação no painel “O papel das cidades como plataforma para inovação e transformação”, Greca enumerou as iniciativas da Prefeitura que unem tecnologia e soluções, mudam o dia a dia das pessoas e que também ajudam a rever a dinâmica e o planejamento da cidade, tornando-a ainda mais inteligente.

“Em Curitiba, a inovação começa com benefício social, econômico, cultural com inclusão e sustentabilidade”, resumiu o prefeito, no painel que teve também a participação de Maria Stromber, diretora de Clusters e Regional de Inovação de Negócios de Gotemburgo (Suécia).

Greca lembrou os elos que unem a capital paranaense e a Suécia na área de inovação. “Curitiba tem o orgulho de hospedar a sede da Volvo e Eletrolux no Brasil. Juntas, essas empresas geram mais de sete mil empregos diretos em nossa cidade. Na década de 1970, a Prefeitura de Curitiba criou o sistema Bus Rapid Transit em parceria com a Volvo. Agora, esta solução urbana está presente em mais de 250 cidades ao redor do mundo”, ressaltou ele.

Em sua exposição, o prefeito detalhou iniciavas de sua gestão em áreas como saúde, educação, transporte urbano, sustentabilidade, capacitação de empreendedores, fomento a startups e a evolução do Vale do Pinhão.

“Nas escolas ensinamos nossas crianças sobre a nova economia nos Faróis do Conhecimento e da Inovação. Mais de 100 hortas espalhadas pela cidade trazem meios de subsistência e renda para as famílias. Além disso, Curitiba foi eleita 5 vezes a melhor capital do Brasil em saneamento. A sustentabilidade se transforma em resultados e bons exemplos em Curitiba”, exemplificou ele.

Prefeito Rafael Greca durante o Workshop SmartCities Brasil-Suécia.

Caximba

Greca compartilhou com os participantes do workshop os projetos que começaram a ser implantados e que irão permitir a Curitiba dar um novo salto como cidade inteligente. “Curitiba foi a primeira capital do país a usar videoconferência e inteligência artificial para rastrear o vírus covid-19. Nossa pirâmide solar Caximba é uma das maiores usinas sustentáveis do mundo. Bem ali, na comunidade mais vulnerável de Curitiba, estamos construindo o primeiro bairro inteligente do Brasil. Chama-se Bairro Novo da Caximba”, frisou.

O prefeito ainda destacou que o Plano Climático de Curitiba, desenvolvido em parceria com o C40, tem como meta reduzir as emissões de gases de efeito estufa em quarenta por cento até 2050. “Na mobilidade, continuamos evoluindo. A nova linha Inter 2 terá novas estações de ônibus sustentáveis. Eles contarão com energia solar, wi-fi e pontos de recarga de energia”, acrescentou.

Inspiração

Os avanços de Curitiba como smarti city foram elogiados por Maria Stromber, diretora de Clusters e Regional de Inovação de Negócios de Gotemburgo (Suécia). “Curitiba mostra iniciativas que inspiram a todos”, disse ela, antes de detalhar projetos de cidade inteligente que estão sendo desenvolvidos em Gotemburgo. A cidade sueca está testando, por exemplo, novas tecnologias de transporte que a deixarão 100% livre de emissões de poluentes até 2030.

O Workshop SmartCities Brasil-Suécia foi aberto pelo secretário de Empreendedorismo e Inovação do MCTI, Paulo Alvim, que agradeceu a participação das autoridades brasileiras e suecas no evento internacional.

“O workshop é um exemplo do esforço dos dois países em estreitar a cooperação e a troca de experiências para a superação de desafios comuns das cidades, como o uso de transporte com eficiência climática e uso inteligente de água”, avaliou Alvim.

Também participaram o evento internacional Carl Rosén, diretor do Ministério de Empresa e Inovação da Suécia; Cris Alessi, presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação; Rodolpho Zannin Feijó, assessor de Relações Internacionais da Prefeitura de Curitiba; Alberto Maia da Rocha Paranhos, diretor de Planejamento do Ippuc; Eliana Emediato, coordenadora geral de Transformação Digital do MCTI; Denise Neddermeyer, representante da Embrapii; e Gustavo Possetti, gerente de Pesquisa e Inovação da Sanepar.

NOTÍCIAS RELACIONADAS