156 Acesso àInformação

Eventos

Eventos

Curitiba facilita crédito para empreendedoras com linha especial

A linha de financiamento especial para as mulheres, lançada nesta segunda-feira (8/3) pela Prefeitura de Curitiba, Garantisul – Sociedade de Garantia de Crédito e cooperativas de crédito, já pode ser requerida nos Espaços Empreendedor, que oferecem atendimento remoto durante a pandemia (e-mails e telefones neste link). A linha foi lançada pelo prefeito Rafael Greca em […]

compartilhe
Lançamento da linha especial durante homenagem ao dia das mulheres no Salão Brasil da Prefeitura de Curitiba com a presença do Prefeito Rafael Greca e Primeira Dama Margarita Sansone – Curitiba, 08/03/2021 – Foto: Daniel Castellano / SMCS

A linha de financiamento especial para as mulheres, lançada nesta segunda-feira (8/3) pela Prefeitura de Curitiba, Garantisul – Sociedade de Garantia de Crédito e cooperativas de crédito, já pode ser requerida nos Espaços Empreendedor, que oferecem atendimento remoto durante a pandemia (e-mails e telefones neste link). A linha foi lançada pelo prefeito Rafael Greca em comemoração do Dia Internacional da Mulher (8/3).

Com taxa a partir de 0,59% ao mês e garantia do Fundo de Aval do município, o benefício para as empreendedoras será oferecido por até oito meses.

Podem acessar o crédito empresas com participação societária feminina igual ou superior a 50% do capital social, há pelo menos seis meses. O pagamento será em até 44 meses, com carência de até quatro meses, dependendo da instituição financeira. Os recursos poderão ser usados para capital de giro, investimento ou ambos, com limite máximo de empréstimo de R$ 150 mil.

Se for considerada apta a receber o empréstimo, nos Espaços Empreendedor, a empreendedora será encaminhada à Garantisul para iniciar a análise de crédito e escolher uma cooperativa, como Copesf, Sicoob, Sicredi e Fomento Paraná. Atualmente, as taxas para micro e pequenas empresas variam de 0,69% a 2,95% ao mês.

“A iniciativa da Prefeitura e parceiros de facilitar o acesso ao crédito às empreendedoras vem em um momento de desafios extras para o empreendedorismo feminino. Infelizmente, os negócios liderados por mulheres acabaram sendo mais afetados durante a pandemia”, afirma Cris Alessi, presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação. O órgão, ligado ao município, é responsável pela política de empreendedorismo da capital.

Estudo do Global Entrepreneurship Monitor (GEM) e Sebrae revelou que, apesar de haver um equilíbrio na proporção de gênero entre negócios iniciais no Brasil, as mulheres aparecem liderando em menor proporção os empreendimentos estabelecidos.

“Ou seja, apesar de o impulso inicial para empreender ser semelhante, as mulheres enfrentam mais dificuldades para fazer prosperar seus negócios”, acrescenta.

Fundo de Aval

Além da linha especial com juro reduzido, as curitibanas que sonham em empreender ou precisam investir para alavancar o negócio são beneficiadas pelo Fundo de Aval de Curitiba, uma das ações do Plano de Retomada Econômica de Curitiba.

Lançado no ano passado, o fundo de R$ 10 milhões da Prefeitura facilita o acesso a financiamentos junto a instituições financeiras. A garantia é um dos maiores obstáculos na obtenção de crédito por quem é um empreendedor.

Para auxiliar o empreendedor na retomada econômica, a Prefeitura de Curitiba aportou os R$ 10 milhões na Garantisul, contratada pela Agência Curitiba para emitir cartas de aval, que pode alavancar até R$ 100 milhões em empréstimos.

O Fundo de Aval Garantidor de Curitiba já viabilizou R$ 4,4 milhões em empréstimos para empreendedores da cidade.

Força das curitibanas

Em Curitiba, quase metade dos 155 mil microempreendedores inviduais (MEIs) são mulheres. São 71,3 mil pequenos negócios da capital (46%) que têm comando feminino, em áreas como beleza, varejo, turismo, sustentabilidade, gastronomia e TI.

Além disso, mais e mais startups da capital estão surgindo ou sendo liberadas por mulheres. A fintech Bcredi, por exemplo, nasceu do sonho da empreendedora Maria Teresa Fornea Caron (Tete) de democratizar o crédito imobiliário. A startup curitibana integra o Tecnoparque, programa da Prefeitura e Agência Curitiba que oferece redução de ISS para empresas que investem em tecnologia e inovação.

Empreendedora Curitibana

Mulheres que sonham em abrir um negócio também podem participar do Empreendedora Curitiba. Relançado pelo prefeito Rafael Greca em 2018, o programa do município já beneficiou três mil mulheres da capital e região, nos últimos três anos, com capacitações presenciais até o fim de 2019 e eventos on-line em 2020 e 2021 devido à pandemia.

As capacitações do programa ainda são preparatórias para o prêmio Empreendedora Curitibana. O concurso bianual reconhece as mulheres que investem em negócios na cidade e busca inspirar o público feminino. As inscrições para o prêmio, que ocorre no fim do ano, serão abertas no segundo semestre.

NOTÍCIAS RELACIONADAS