156 Acesso àInformação

Parceiros

Parceiros

Doação da Dataprom garante produção de mais 3 mil máscaras-escudo no FabLab

A empresa curitibana Dataprom doou para a Prefeitura, nesta quarta-feira (6/5), 100 quilos de filamento para impressão em 3D de máscaras-escudo no FabLab do Cajuru. O material irá permitir a fabricação de mais 3 mil equipamentos de proteção individual (EPI) para profissionais de saúde e servidores do resgate social e da defesa social do município. […]

compartilhe
A empresa curitibana Dataprom doou para a Prefeitura, 100 quilos de filamento para impressão em 3D de máscaras-escudo no FabLab do Cajuru, os empresários foram recebidos pelo Prefeito Rafael Greca. – Curitiba, 06/05/2020 – Foto: Daniel Castellano / SMCS

A empresa curitibana Dataprom doou para a Prefeitura, nesta quarta-feira (6/5), 100 quilos de filamento para impressão em 3D de máscaras-escudo no FabLab do Cajuru. O material irá permitir a fabricação de mais 3 mil equipamentos de proteção individual (EPI) para profissionais de saúde e servidores do resgate social e da defesa social do município.

Desde o início da produção, em março, 5 mil máscaras já foram feitas. A doação da Dataprom é a maior até este momento.

“Vamos conseguir, unidos, reduzir os impactos da pandemia em nossa Curitiba”, afirmou o prefeito Rafael Greca, ao agradecer à empresa da capital pela doação. Ele lembrou que o FabLab precisa de um grande volume de insumos para fabricação das máscaras-escudo.

Para continuar fazendo as impressões das máscaras em 3D, o espaço na Rua da Cidadania do Cajuru precisa de doação permanente de filamento para impressão 3D, chapa de PETG cristal transparente e elástico aurata com furos para regulagem de tamanho.

Para doar, entre no site do Vale do Pinhão e preencha o formulário.

Segundo Carlos Gustavo Brandt, diretor técnico da Dataprom, todas as empresas da capital precisam fazer a sua parte no combate à pandemia. “Ficamos sensibilizados com o trabalho da Prefeitura com o FabLab e decidimos contribuir com o material necessários para produção das máscaras”, reforçou ele. O executivo estava acompanhado de Jailson Felisbino, diretor comercial da Dataprom.  

Mobilização

Cris Alessi, presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação, participou da entrega e lembrou que a iniciativa da Dataprom é mais um exemplo da mobilização das empresas do Vale do Pinhão no combate à covid-19.

“Curitiba foi a primeira capital a oferecer a videoconsulta para a população, graças a uma parceria com a Doctoralia, que doou a plataforma. Também temos a inteligência artificial fazendo a triagem dos possíveis casos graças à empresa que criou o Robô Laura”, exemplificou Cris.

Ela citou ainda as startups Maha 3D, Prin3D e Boa Impressão 3D, parceiras do FabLab para produção de máscaras-escudo. O Olist que criou uma vitrine virtual para que artesãos e empreendedores de Curitiba possam comercializar seus produtos on-line, e os sócios do Ebanx que acabam de doar 11 mil máscaras para o combate da pandemia no Paraná e São Paulo.

A Dataprom é uma das 100 empresas hoje beneficiadas pelo Tecnoparque. O programa da Prefeitura oferece redução de 5% para 2% no Imposto Sobre Serviços (ISS) para empresas que investem em tecnologia e inovação. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS