156 Acesso àInformação

Parceiros

Parceiros

Doações e voluntariado ajudam Curitiba a evitar a disseminação da covid-19

A prevenção ao coronavírus tem mobilizado a comunidade curitibana. Além de cada um fazer a sua parte, com medidas de higiene pessoal e com o isolamento social para evitar a disseminação da doença, a Prefeitura tem recebido apoio com ideias, soluções, voluntários e doações diversas, que chegam de pessoas e empresas dos mais variados setores. […]

compartilhe
A Guarda Municipal recebeu, 80 máscaras-escudo produzidas em impressoras 3D pelo FabLab da Rua da Cidadania do Cajuru. – Curitiba, 31/03/2020 – Foto: Daniel Castellano / SMCS

A prevenção ao coronavírus tem mobilizado a comunidade curitibana. Além de cada um fazer a sua parte, com medidas de higiene pessoal e com o isolamento social para evitar a disseminação da doença, a Prefeitura tem recebido apoio com ideias, soluções, voluntários e doações diversas, que chegam de pessoas e empresas dos mais variados setores.

“É uma corrente do bem em forma de contribuições que se somam aos esforços que todas as áreas da Prefeitura fazem para acolher e atender os curitibanos da melhor forma durante a pandemia da covid-19”, disse o prefeito Rafael Greca.

O canal para as diversas doações é o Doe Saúde (doesaude@curitiba.pr.gov.br), pelo qual podem ser oferecidos bens móveis e serviços, bem como de cessões de uso gratuitas e de comodato de bens móveis ou imóveis, por particulares pessoas físicas ou jurídicas.

O mesmo e-mail funciona para pessoas jurídicas que queiram disponibilizar espaços para montagem de uma área de triagem.

Consultas em vídeo

O Vale do Pinhão concentra várias dessas iniciativas e parcerias. Com doação de tecnologia pela empresa de agendamento de consultas on-line Doctoralia, com sede brasileira em Curitiba, a cidade se tornou a primeira capital do Brasil a usar a videoconsulta para atendimento médico de pacientes suspeitos de covid-19.

Oferecido pela Secretaria Municipal de Saúde desde a sexta-feira (27/3), o serviço tem como objetivo reduzir o fluxo de pacientes nas unidades da rede municipal.

Plataforma on-line para artesãos

Outra colaboração importante surgiu da parceria firmada pela Agência Curitiba de Desenvolvimento, Instituto Municipal de Turismo e a startup curitibana Olist para cadastrar produtos dos artesãos das feiras da Prefeitura na plataforma on-line Olist Shops (www.olistshops.com/).

Gratuitamente, é possível abrir uma loja virtual e vender a distância. No momento da compra, cliente e empreendedor negociam diretamente pelo WhatsApp.

Não há cobrança para abrir a loja virtual nem de comissão sobre vendas. É uma forma de os artesãos da cidade continuarem com as vendas num período de isolamento social por parte dos potenciais compradores.

Máscaras via impressão 3D

Desde o último dia 26, o FabLab Cajuru está produzindo máscaras tipo escudo facial de proteção contra o novo coronavírus. O trabalho vem sendo realizado com o apoio das empresas Maha 3D e a Prin 3D, responsáveis por simplificar a impressão em 3D das máscaras de proteção. Material já produzido foi entregue para servidores da Fundação de Ação Social (FAS) e da Guarda Municipal.

O apoio para esta ação também vem da população. Para manter a produção, os curitibanos começaram a doar matéria-prima e materiais complementares. Chapa de polietileno transparente, filamento para impressão 3D, elástico para fixação da máscara e saco plástico para separação dos kits são os itens necessários para a fabricação e transporte do equipamento de proteção feito no FabLab da Rua da Cidadania do Cajuru. 

O cadastro de doação pode ser feito pelo site do Vale do Pinhão.

Álcool em gel, luvas e máscaras

O Grupo Boticário anunciou a doação de 1,7 tonelada de álcool em gel – item de primeira necessidade atualmente – para a Secretaria Municipal de Saúde. O produto, que faz parte da linha Cuide-se Bem, possui concentração de 78% de álcool etílico, responsável por eliminar cerca de 99,9% das bactérias.

Doações de materiais e insumos também podem ser encaminhadas à Defesa Civil de Curitiba, que já recebeu 400 máscaras, 1,3 mil luvas descartáveis, água sanitária, papel higiênico, sabão e cestas básicas. De acordo com a Defesa Civil, o município poderá utilizar espaços cedidos da Vila Capanema (Jardim Botânico), Pinheirão (Tarumã) e Live Curitiba (Portão).

Lixo zero

A doação de máscaras, luvas e álcool em gel é o objetivo organizada pelo Instituto Lixo Zero. A iniciativa ajuda os associados que fazem parte do Ecocidadão a seguir com as suas atividades, uma vez que o trabalho de recebimento e separação de materiais recicláveis é um dos serviços essenciais na cidade.

Essas doações, solicitadas via redes sociais, estão sendo entregues na Secretaria Municipal do Meio Ambiente.

A empresa EngBio, de soluções ambientais, arrecadou alimentos não perecíveis para serem distribuídos aos associados. Outros produtos de higiene, como sacos de lixo de 240 litros, rolos de papel higiênico, bobinas de papel toalha e lençóis descartáveis serão doados pelo grupo KWR para a Defesa Civil distribuir entre as associações e unidades de saúde.

Cestas básicas, roupas masculinas, produtos de higiene e de limpeza

Parceria com as redes de supermercados Condor e Festval, da rede Mr. Hoppy e do ParkShopping Barigui, fechada no início desta semana, vai permitir que a Fundação de Ação Social (FAS) amplie a arrecadação de cestas básicas, alimentos não-perecíveis, produtos de higiene e limpeza e roupas masculinas.

As doações serão distribuídas às famílias em vulnerabilidade social e a pessoas em situação de rua. A distribuição de alimentos e roupas faz parte dos serviços da FAS, mas em função da pandemia do novo coronavírus houve um aumento da demanda e os estoques do Disque Solidariedade estão vazios.

Transporte para profissionais da saúde

A empresa 99, de transporte por aplicativo, doou oito mil corridas como suporte ao combate do novo coronavírus. A intenção é disponibilizar os vouchers de transporte a técnicos de enfermagem, agentes de serviços gerais, profissionais administrativos e voluntários nas ações para conter o avanço da covid-19.

Higienização da rede de saúde e da rede de transporte

Terminais e pontos de ônibus, assim como acessos a Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e hospitais públicos de Curitiba, estão sendo higienizados em uma ampla ação de assepsia urbana lançada pela Prefeitura de Curitiba.

O serviço utiliza peróxido de hidrogênio a 3%, uma doação da empresa Peróxidos do Brasil. A aplicação do produto nos pontos de ônibus é feita pela Climax 8 Prestação de Serviços. Nos tubos, o serviço é da Abaiti Limpeza Industrial. Ambas as empresas são voluntárias no projeto.

Estruturas complementares

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Tatuquara ganhou um ambulatório temporário para atendimento dos casos suspeitos de coronavírus. Ele vai funcionar dentro de um contêiner, cedido pela empresa My Box Soluções Modulares.

O transporte e a instalação do equipamento foram feitos gratuitamente pelas empresas Locart e Munck. Já no Hospital Municipal do Idoso, dois contêineres da MyBox armazenam equipamentos de proteção individual (EPIs).

Trabalho voluntário

Já são mais de 3 mil voluntários que se apresentaram para ajudar. Profissionais das mais diversas áreas e estudantes da área da Saúde já estão auxiliando nos trabalhos da administração municipal.

Nas unidades básicas de saúde da capital e nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), eles apoiam as equipes na triagem dos pacientes e em atividades que possam tornar ainda mais ágil o atendimento.

Outra atividade que pode ser desempenhada pelos voluntários é o atendimento no call center criado para a população esclarecer dúvidas sobre o novo coronavírus (3350-9000).

Novos interessados devem acessar o site da  http://www.saude.curitiba.pr.gov.br , clicar no banner e preencher o formulário.

Voluntários também estão ajudando nos trabalhos da Defesa Civil: desde segunda-feira (30/3), o órgão está montando dez barracas – doadas pela Defesa Civil do Estado – que poderão ser utilizadas como ponto de apoio ou espaço para triagem de pacientes com problemas respiratórios. A estrutura complementar de atendimento já foi instalada no pátio da Administração Regional do Tatuquara e nas Unidades de Saúde Bairro Alto, Umbará 1, Xapinhal e Nossa Senhora Aparecida.

A Defesa Civil de Curitiba também montou um cadastro para pessoas que queiram contribuir no transporte e na distribuição de materiais. Mais informações em www.curitiba.pr.gov.br/defesacivil/termo-voluntarios.

Servidores também têm entrado em contato, por e-mail, diretamente com a Secretaria de Administração e de Gestão de Pessoal para colocar-se à disposição para atividades voluntárias, durante a pandemia. Em geral, profissionais da Secretaria da Educação que estão em recesso.

A Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (SMSAN) tem trabalhado com 15 instituições religiosas e entidades sociais, além de voluntários, servido diariamente 300 refeições para moradores de rua. Toda a noite são ofertadas jantas no Restaurante Popular do Capanema, feitas pelos voluntários e as entidades, no programa Mesa Solidária. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS