156 Acesso àInformação

Parceiros

Parceiros

Ebanx cria plataforma para venda de vouchers de serviços suspensos

A startup curitibana Ebanx lançou, nesta semana, uma plataforma que permite a pequenos empreendedores, com atividades suspensas, criar uma loja virtual para vender vouchers de produtos e serviços, recebendo antecipadamente os recursos. As datas para a troca e vantagens do voucher serão informadas pelos próprios empreendedores. O objetivo principal é ajudar profissionais, como cabeleireiros, personal […]

compartilhe

A startup curitibana Ebanx lançou, nesta semana, uma plataforma que permite a pequenos empreendedores, com atividades suspensas, criar uma loja virtual para vender vouchers de produtos e serviços, recebendo antecipadamente os recursos. As datas para a troca e vantagens do voucher serão informadas pelos próprios empreendedores.

O objetivo principal é ajudar profissionais, como cabeleireiros, personal trainers, manicures, diaristas e confeiteiros, que estão sem fluxo de caixa durante a quarentena contra o novo coronavirus.

“Desenvolvemos essa possibilidade com a intenção de facilitar as vendas de pequenos estabelecimentos e profissionais autônomos neste momento delicado. Com ela, conseguimos conectar esses vendedores às pessoas que podem e querem ajudar”, afirma André Boaventura, sócio do Ebanx.

A plataforma, denominada Ebanx Beep, pode ser acessada por computadores e smartphones.

Além de criar uma loja virtual para venda de vouchers, os empreendedores da capital também poderão contar com o processamento de pagamentos do Ebanx Pay, automaticamente disponibilizado dentro da plataforma. Cartões de crédito de todas as bandeiras serão aceitos com possibilidade de parcelamento, além de boleto bancário, e a liquidação pode ser feita quinzenalmente.

Não há mensalidade ou assinatura, mas o Ebanx cobra uma taxa sobre cada venda (4,9%). Segundo a empresa, o valor é abaixo do cobrado pelos principais ecommerces.

Passo a passo

Montar a loja na plataforma é um processo simples, que não exige a presença de um programador. Apenas três etapas são necessárias. O empreendedor deve acessar o site www.ebanxbeep.com e preencher o cadastro inicial. Depois, é preciso enviar informações como RG (ou CNPJ), comprovante de endereço e conta corrente (que devem estar no mesmo nome do titular do RG ou CNPJ). Na sequência, a pessoa já pode começar a cadastrar os itens que deseja vender online – num processo que pode ser concluído em poucos minutos.

Cris Alessi, presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento, parabenizou o Ebanx pela iniciativa. Na avaliação dela, a plataforma é uma opção para muitos microempreendedores individuais (MEIs) estarem no mundo digital, dando a eles mais visibilidade e oportunidades de oferta dos serviços, além de promover a inclusão digital.

NOTÍCIAS RELACIONADAS