156 Acesso àInformação

Programas em ação

Programas em ação

Fab Lab recebe prêmio de inovação em políticas para juventude

A Fundação de Ação Social (FAS) recebeu o Prêmio de Inovação em Políticas Públicas de Juventude, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, com o projeto do Fab Lab Cidadania Cajuru. A premiação foi entregue nesta terça-feira (10/8), durante uma cerimônia virtual com a ministra Damares Alves. O Fab Lab Cidadania Cajuru […]

compartilhe
O Fab Lab está localizado na Rua da Cidadania do Cajuru. Curitiba, 11/05/2020. Foto: Levy Ferreira/SMCS

A Fundação de Ação Social (FAS) recebeu o Prêmio de Inovação em Políticas Públicas de Juventude, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, com o projeto do Fab Lab Cidadania Cajuru. A premiação foi entregue nesta terça-feira (10/8), durante uma cerimônia virtual com a ministra Damares Alves.

O Fab Lab Cidadania Cajuru é laboratório de fabricação digital e prototipagem no qual estudantes, empresas e a comunidade podem compartilhar conhecimentos e colocar em prática projetos e ideias inovadoras gratuitamente.

O projeto curitibano foi vencedor na Região Sul nesta segunda edição do prêmio, que teve como tema o protagonismo juvenil por meio da inclusão digital. Outras duas iniciativas, das prefeituras de São Paulo e de Paulista (PE), também foram premiadas representando as regiões Sudeste e Nordeste do país.

Promovido pela Secretaria Nacional da Juventude, o prêmio reconhece iniciativas inovadoras das administrações públicas municipais e do Distrito Federal que tenham impacto positivo na vida dos jovens. A premiação faz parte da Semana Nacional da Juventude.

A ministra Damares Alves parabenizou os premiados. “É tão bom ver pessoas dedicadas, fico feliz de vocês terem se inscrito, participado e terem sido vencedores”, disse. “Nós temos que estimular essa cultura de proteger os nossos jovens”, completou.

Reconhecimento

Este é o segundo reconhecimento recebido pelo Fab Lab. Em 2020, o projeto ganhou também o Selo Sesi Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), definidos pela ONU para a melhoria da qualidade de vida do planeta. Promovido pela Federação das Indústrias do Paraná (Fiep-PR), este prêmio reconhece iniciativas de todo o Estado.

Para o presidente da FAS, Fabiano Vilaruel, a premiação é o reconhecimento do esforço da fundação e da Prefeitura de Curitiba para oferecer oportunidades inovadoras para a população e também para a cidade.

“Em pouco mais de dois anos, o Fab Lab apoiou o desenvolvimento de 85 projetos de estudantes e acadêmicos de cursos como design, arquitetura, engenharia e mecatrônica, mantendo assim o seu objetivo de aproximar a comunidade da cultura maker (faça você mesmo) e promover o protagonismo por meio da inclusão digital”, diz.

Nota máxima

O Fab Lab Cidadania Cajuru, o primeiro Fab Lab público de Curitiba, recebeu nota máxima em todos os quesitos avaliados pela comissão organizadora do prêmio. Entre eles, o compromisso com a garantia dos direitos dos jovens previstos no Estatuto da Juventude e o potencial da iniciativa para assegurar a participação igualitária deste público.

O prêmio levou em consideração a preocupação da iniciativa em capacitar jovens para se apropriarem da tecnologia de forma consciente e em condições de decidir quando, como e para que utilizá-la, e a promoção do jovem como ator principal das ações, com estímulo ao desenvolvimento das competências.

A possibilidade de criação de novos produtos, métodos, processos ou técnicas para solucionar problemas da comunidade local, atendendo quesitos de simplicidade, baixo custo, fácil aplicabilidade e impacto social também foi um dos itens avaliados pelo prêmio. E, ainda, ações que indicam eficácia e efetividade da iniciativa com base na entrega de produtos, no alcance de metas e na melhora de indicadores sociais.

O diretor de Qualificação Profissional da FAS, Adriano Laurentino, que representou a fundação durante a cerimônia, agradeceu o prêmio e disse que o Fab Lab Cidadania Cajuru está voltado para o desenvolvimento profissional e técnico – principalmente de jovens -, alinhado ao conceito da indústria 4.0.

Inovação

Inaugurado em março de 2019, o Fab Lab Cidadania Cajuru faz parte do projeto Liceu de Ofícios e Inovação. As máquinas de prototipagem estão à disposição de toda a população, que recebe apoio e orientação de instrutores para o uso dos equipamentos e desenvolvimento de projetos.

O laboratório conta com máquinas e estações de trabalho e sala de reunião, tendo como equipamentos: impressoras 3D, equipamento de corte e gravação a laser, router CNC, fresadora de bancada, plotter de recorte e equipamentos eletrônicos (osciloscópio, gerador de função, fonte ajustável, estação de solda).

Chancela

Cris Alessi, presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação – parceira no desenvolvimento do Fab Lab -, destaca que o conceito do espaço tem a chancela do Instituto de Arquitetura Avançada da Catalunha (IAAC) e do Center for Bits and Atoms do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT). “O Fab Lab tem a missão de estimular a criatividade dos curitibanos para a cultura maker, com diferentes ferramentas de industrialização digital”, salienta.

Ela lembra ainda que o Fab Lab Cajuru está tendo um importante papel durante a pandemia. “Em parceria com o ecossistema de inovação de Curitiba, foram produzidas 21 mil máscaras face shield para grupos que estão na linha de frente do combate da covid-19 ou dando apoio à população em risco social, como médicos, enfermeiros, guardas municipais e servidores da FAS”, diz.

Para usar o laboratório basta enviar email para fablab@curitiba.pr.gov.br com informações detalhadas do projeto e dados de contato. 

Presenças

Participaram também da cerimônia de premiação a secretária Nacional da Juventude, Emilly Coelho, o coordenador voluntário e representante da iniciativa vencedora “Qualifica Jovem Paulista Digital” (Paulista/PE), Adriano Pereira Diniz, e o coordenador de Políticas para Juventude e representante da iniciativa vencedora “Programa Bolsa Trabalho: Juventude, Trabalho e Fabricação Digital” (São Paulo/SP), Ramirez Augusto Lopes Tosta.

NOTÍCIAS RELACIONADAS