156 Acesso àInformação

Programas em ação

Programas em ação

Fundo de Aval já garantiu 2 milhões em empréstimos a empreendedores

Fundo de Aval já garantiu 2 milhões em empréstimos a empreendedores O Fundo de Aval da Prefeitura de Curitiba já garantiu R$ 2.020.600,00 em empréstimos para empreendedores de Curitiba. A garantia é um dos maiores obstáculos no acesso ao crédito para quem tem um pequeno negócio. Por isso o Município aportou R$ 10 milhões na […]

compartilhe

Fundo de Aval já garantiu 2 milhões em empréstimos a empreendedores

O Fundo de Aval da Prefeitura de Curitiba já garantiu R$ 2.020.600,00 em empréstimos para empreendedores de Curitiba. A garantia é um dos maiores obstáculos no acesso ao crédito para quem tem um pequeno negócio. Por isso o Município aportou R$ 10 milhões na Garantisul, Sociedade de Garantia de Crédito, para facilitar o acesso ao crédito.

“Usando o Fundo de Aval, o pequeno empresário não precisa colocar um bem de sua propriedade como garantia”, diz Cris Alessi, presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação, que fez o contrato com a Garantisul. “O valor de R$ 10 milhões, inclusive, é o maior aporte já feito por um município do país em uma SGC e pode alavancar até R$ 100 milhões em empréstimos”.

Já foram aprovados 35 pedidos de Fundo de Aval de pequenas empresas, como salão de beleza, petshop, comércio de máquinas, cafeteria, restaurantes, autopeças, entre outros. Depois da aprovação da Garantisul e da cooperativa de crédito escolhida pelo empresário, a Garantisul emite a Carta de Aval para contratação do crédito na cooperativa.

É o caso da República da Carne, boutique de carnes no Seminário, que usou o Fundo para um empréstimo de R$ 150 mil. Com o recurso, a loja está sendo ampliada. “O Fundo foi importante e rapidamente conseguimos o empréstimo. Agora é trabalhar para crescer mais”, diz Mariela Capello Avilla, proprietária da boutique, que hoje conta com quatro funcionários.

Com a expansão, a loja vai ganhar uma churrasqueira e um deck com mesas, onde os clientes poderão saborear as carnes da boutique ali mesmo. “Vamos ter o serviço de assador e garçom, assim o cliente escolhe a carne e pode ir para o deck enquanto preparamos”, afirma Mariela.

A cabeleireira Adriana Borges Matos vai usar os R$ 15 mil que emprestou com o Fundo de Aval para dar uma repaginada no Salão Adelmo, no Centro, que terá o nome de Associados da Beleza e vai passar a atender mulheres também. “Meu pai abriu a barbearia e atendia somente com cortes masculinos. Agora vamos diversificar e ampliar a clientela”, conta.

O Fundo também ajudou Priscilla Reis, dona das lojas Bala de Goma, que vende roupas infantis, presentes e material de escritório nas Mercês e no São Lourenço. Ela usou o Fundo de Aval para um empréstimo de R$ 40 mil junto à Sicredi. Como o movimento caiu muito durante a pandemia, ela e a sócia decidiram buscar financiamento para ter capital de giro. “O Fundo de Aval facilitou a contratação do crédito, que nos ajudará nesse momento de recuperação das vendas”, diz Priscilla.

A porta de entrada para obter o Fundo de Aval é o Espaço Empreendedor nas Ruas da Cidadania. Lá o empreendedor responde ao formulário Balcão de Finanças. Se for considerado apto é encaminhado à Garantisul para iniciar a análise de crédito e escolher uma cooperativa de crédito. O atendimento no Espaço Empreendedor pode ser agendado pelo Curitiba App ou pelo agendaonline.curitiba.pr.gov.br

São nove Espaços Empreendedor (nas Ruas da Cidadania do Boa Vista, Bairro Novo, Tatuquara, Santa Felicidade, Boqueirão, Cajuru, CIC, Fazendinha/Portão e Pinheirinho), que oferecem serviços gratuitos, como a formalização ou encerramento de Microempreendedor Individual (MEI), emissão de alvará e realização da declaração anual.

O Fundo de Aval faz parte do Plano de Retomada Econômica de Curitiba, ação da Prefeitura com diversos parceiros do setor econômico da cidade. Em parceria com o Sebrae, por exemplo, foram 25 mil atendimentos com orientações sobre crédito e formalização de empresas nos Espaços Empreendedor das Ruas da Cidadania, 1.446 empreendedores beneficiados pelo curso Varejo Digital, 278 empresas atendidas pelo curso Acelera Digital e 1.839 lives de capacitação empresarial.

Em novembro, o Plano de Retomada também lançou uma ação para fortalecimento do setor de turismo. Com a parceria entre o Instituto Municipal de Turismo e o Sebrae, 897 empresas do segmento já estão sendo beneficiadas com consultorias gratuitas sobre crédito e para expandir seus negócios digitais, com capacitações em áreas como criação de sites, aplicativos e e-commerce, finanças e inovação.

NOTÍCIAS RELACIONADAS