156 Acesso àInformação

Eventos

Eventos

Mutirão MEI ajuda empreendedor a se capacitar e ter acesso a crédito

Estratégias de neuromarketing para vender mais e cativar o cliente e o caminho para ter acesso às linhas de crédito para destravar projetos e ampliar os negócios foram temas abordados, nesta quinta-feira (12/5), no Mutirão do MEI 2021. O evento foi totalmente online, das 9h às 18h, e realizado pela Prefeitura de Curitiba, Agência Curitiba […]

compartilhe
Vice-prefeito de Curitiba, Eduardo Pimentel, e a presidente da Agência Curitiba, Cris Alessi, participam do Mutirão do MEI 2021. Curitiba.12/05/2021. Foto: Ricardo Marajó/SMCS

Estratégias de neuromarketing para vender mais e cativar o cliente e o caminho para ter acesso às linhas de crédito para destravar projetos e ampliar os negócios foram temas abordados, nesta quinta-feira (12/5), no Mutirão do MEI 2021.

O evento foi totalmente online, das 9h às 18h, e realizado pela Prefeitura de Curitiba, Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação e o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Paraná (Sebrae/PR).

O objetivo foi o de capacitar e oferecer consultorias e atendimentos para microempreendedores individuais e donos de micro e pequenas empresas.

Apoio ao pequeno empresário

A abertura  aconteceu às 9h, na sede da Prefeitura no Salão Brasil, com a participação do vice-prefeito de Curitiba, Eduardo Pimentel, e da presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação, Cris Alessi.

“Eu sou um defensor dos pequenos empreendedores. Nós temos consciência do quanto é importante apoiá-los na pandemia através de ações como Fundo de Aval, criado pelo prefeito Rafael Greca para facilitar o acesso ao crédito”, disse Pimentel.

Cris Alessi também falou sobre a importância do Fundo de Aval e citou o apoio gratuito que pequenos empreendedores podem ter através da Agência Curitiba, Espaço Empreendedor ou de eventos como o Mutirão MEI.

“Aproveitem este dia para captar novas ideias para os negócios, tirar dúvidas sobre obtenção de crédito, como ter acesso ao Fundo de Aval e toda a rede de apoio que a Prefeitura oferece”, disse.

Produtos e soluções para os negócios

Para Letícia Justus, coordenadora dos Espaços Empreendedor da Prefeitura e responsável pela organização do evento, o objetivo principal foi conectar o empreendedor aos órgãos públicos, instituições de crédito e empresas e startups, ofertando serviços e produtos com soluções para os negócios.

“Levamos para um único espaço, esse ano totalmente online, todos esses envolvidos na gestão de uma empresa, facilitando a vida dos empresários da cidade que conseguem atendimento diferenciado, sem precisar se deslocar pela cidade e mantendo a segurança devido ao momento atual que estamos vivendo”, explicou.

Neuromarketing

O nome pode parecer estranho mas a ferramenta, se aplicada corretamente, é decisiva para o empreendedor ampliar as vendas. Para isso, é preciso gerar vínculos emocionais com o cliente, ensina Fábio Kalil, da empresa Atingir+, que ministrou o tema de abertura “Neuromarketing Aplicado às Vendas Físicas e Digitais”.

“Normalmente, a pessoa decide comprar um determinado produto no e-commerce antes que seu cérebro tenha conseguido processar estas informação, por isso é importante o empreendedor atuar no emocional”, ensinou.

Kalil frisou que o bom atendimento continua sendo fundamental para as boas vendas.

“Duas dicas para vocês: muito cuidado no primeiro atendimento. O cliente vai lembrar muito disso. E no último e mais atual atendimento também. É importante finalizar contratos com boa impressão porque isso conquista fãs para a sua marca”, citou.


Feirão de crédito

O/ evento apresentou as modalidades de crédito para os empreendedores. Um painel reuniu representantes de Banco do Brasil, Fomento Paraná, Credisol, Viacredi, Sicoob, Coopesf, Sicredi e Garantisul, a garantidora de crédito responsável pelo Fundo de Aval da Prefeitura, que criou o maior fundo municipal do Brasil para garantir empréstimos para a retomada da economia.

O fundo de aval, de R$ 10 milhões, tem potencial para alavancar até R$ 100 milhões em investimentos por parte das empresas curitibanas. Foi criado pela Prefeitura para amenizar os efeitos da pandemia como parte das medidas para apoiar a retomada da economia do município. 

Metas reais

À tarde, o Mutirão Mei trouxe o tema “Procrastinação e Autossabotagem: como evitar e alcançar suas metas”, que foi apresentado por Maria Lúcia Simas Paulino, do Sebrae.

Ela explicou que para evitar de cair em armadilhas, o empreendedor deve estabelecer metas reais. “O empresário precisa ser realista sobre sua capacidade de produção e entrega com qualidade. Para isso precisa conhecer seus recursos internos e o mercado que vai atender”, disse.

No ar

Quem não conseguiu acompanhar o evento, poderá acessar todo o contéudo no canal do YouTube do Vale do Pinhão. A plataforma ficará por mais 30 dias no ar, com os canais de contato ativos com os órgãos, instituições financeiras e startups expositoras.

NOTÍCIAS RELACIONADAS