156 Acesso àInformação

Programas em ação

Programas em ação

Procura por empréstimo com Fundo de Aval da Prefeitura cresce 63% neste ano

Financiamentos liberados para pequenos negócios de Curitiba, com garantia do Fundo de Aval da Prefeitura, cresceram 63,3% neste começo de 2021 em comparação ao fim do ano passado. De janeiro à primeira quinzena de fevereiro, empreendedores da capital receberam R$ 1.285.012 em financiamentos, que só foram aprovados graças ao apoio do município através do Fundo […]

compartilhe
A empreendedora Liliane Alves dos Reiz abriu a Loucos por Donuts e requereu financiamento com garantia do Fundo de Aval da Prefeitura. Curitiba, 15/02/2021. Foto: Luis Costa/SMCS

Financiamentos liberados para pequenos negócios de Curitiba, com garantia do Fundo de Aval da Prefeitura, cresceram 63,3% neste começo de 2021 em comparação ao fim do ano passado. De janeiro à primeira quinzena de fevereiro, empreendedores da capital receberam R$ 1.285.012 em financiamentos, que só foram aprovados graças ao apoio do município através do Fundo de Aval Garantidor, uma das ações do Plano de Retomada Econômica de Curitiba. 

A garantia é um dos maiores obstáculos na obtenção de crédito por quem é um empreendedor e não tem bens.

Lançado em outubro de 2020, o Fundo de Aval Garantidor da Prefeitura de Curitiba já viabilizou R$ 3.504.012 em empréstimos para empreendedores da cidade. Até dezembro, tinham sido liberados R$ 2.219.000 em recursos. 

Usando o Fundo de Aval, o pequeno empresário consegue obter empréstimos em instituições financeiras, com juros muito atraentes, que variam de R$ 5 mil a R$ 150 mil. Os recursos estão chegando às mãos de donos de salões de beleza, petshops, comércios de máquinas, cafeterias, confeitarias, restaurantes e autopeças.

“Quem tem uma pequena empresa em Curitiba pode contar com o apoio do município, através do Fundo de Aval de Curitiba, para facilitar o acesso a financiamentos junto a instituições financeiras”, explica Cris Alessi, presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação. 

De acordo com Cris, a garantia do Fundo de Aval está disponível para MEIs, microempreendedores e empresas de pequeno porte.

“Graças ao Fundo, esses pequenos negócios estão conseguindo ter acesso a empréstimos para manter o manter fluxo de caixa e empregos durante a pandemia, além de planejar o futuro”, reforça. 

Para auxiliar o empreendedor na retomada econômica, a Prefeitura de Curitiba aportou no ano passado R$ 10 milhões na Garantisul, Sociedade de Garantia de Crédito (SGC), contratada pela Agência Curitiba para emitir cartas de aval.

Acesso

O primeiro passo para que o empreendedor tenha acesso ao Fundo de Aval da Prefeitura é procurar um dos nove Espaços Empreendedor nas Ruas da Cidadania da capital. Nas unidades, administradas pela Agência Curitiba, o interessado em obter um empréstimo responde ao formulário “Balcão de Finanças”. Se for considerado apto é encaminhado à Garantisul para iniciar a análise de crédito e escolher uma cooperativa de crédito (Cooperf, Sicoob, Sicredi, Fomento Paraná, Credisol e Viacredi). 

A aprovação da carta e do empréstimo está sujeita a análise de crédito da empresa que busca o financiamento.

O atendimento no Espaço Empreendedor pode ser agendado pelo Curitiba App ou pelo agendaonline.curitiba.pr.gov.br.
As unidades estão localizadas nas Ruas da Cidadania do Boa Vista, Bairro Novo, Tatuquara, Santa Felicidade, Boqueirão, Cajuru, CIC, Fazendinha/Portão e Pinheirinho, que também oferecem outros serviços gratuitos, como a formalização ou encerramento de Microempreendedor Individual (MEI), emissão de alvará e realização da declaração anual.

Oportunidade

Há dois anos, a empreendedora Liliane Alves dos Reiz abriu a Loucos por Donuts, que já nasceu exclusivamente com entrega delivery das deliciosas rosquinhas para clientes do Boqueirão, Xaxim, Cajuru, Uberaba e São José dos Pinhais.

“Trabalhamos forte nas redes sociais e estamos indo muito bem. Mas faltava recursos para ampliar nossa cozinha e comprar mais ingredientes para a produção dos donuts”, conta ela. 

No fim do ano passado, Liliane procurou o Espaço Empreendedor do Boqueirão para obter informações sobre financiamentos com garantia do Fundo de Aval da Prefeitura e já foi encaminhada para a Garantisul, que na sequência intermediou o empréstimo junto ao Sicoob. Em janeiro, o dinheiro foi liberado para que pudesse investir no negócio.

“Sem o apoio do Fundo de Aval da Prefeitura teria sido muito mais difícil conseguir”, avalia ela. 
 

Como contratar um empréstimo com garantia do Fundo de Aval

  • Agende um horário no aplicativo Curitiba APP ou no site agendaonline.pr.gov.br e vá ao Espaço Empreendedor da Rua da Cidadania.
  • No Espaço Empreendedor, responda ao formulário “Balcão de Finanças” para saber se está apto.
  • O interessado apto será encaminhado à Garantisul para a primeira análise do crédito.
  • Na Garantisul, escolha uma cooperativa de crédito de sua preferência para onde será enviado o processo de pedido de financiamento.
  • Após a aprovação final, a cooperativa de crédito solicitará à Garantisul a emissão da Carta de Aval Garantido da Prefeitura de Curitiba como garantia para a contratação do empréstimo.

 
Público beneficiado

  • MEI (Microempreendedor Individual)
  • ME (Microempreendedor)
  • EPP  (Empresa de Pequeno Porte)

 
Limite máximo de crédito*

  • MEI – de R$ 5 mil a R$ 30 mil
  • ME – até R$ 100 mil
  • EPP – até R$ 150 mil

* varia de acordo com a análise de crédito

Requisitos do interessado

  • Estar em Curitiba
  • Mínimo 12 meses de atividade
  • Comprovação da Renda Fiscal dependendo do tipo de empresa (extrato do MEI, extrato e recibo do Simples Nacional ou lucro presumido/real SPED-EFD/ICMS)
  • Regularidade fiscal (comprovada através de certidões negativas de débitos com o município, estadual e federal)
  • Cadastro positivo (sem inadimplência no SCPC/Serasa e Banco Central/SRC)
  • Comprovante de renda (o valor do endividamento poderá ser no máximo de 30% sobre a receita bruta ou até 20% para algumas atividades de indústria)

 
Tipos de empréstimos

  • Capital de giro
  • Investimento
  • Investimento misto (giro e investimento)
  • Portabilidade de dívidas

 
Prazo de amortização*

  • Capital de giro e portabilidade de dívidas – até 36 meses
  • Investimento e investimento misto – até 48 meses

*inclui período de carência

Juros

  • De acordo com o risco da empresa, as taxas variam de instituição para instituição (a partir de 0,69% + CDI até 2,95% ao mês)

NOTÍCIAS RELACIONADAS