156 Acesso àInformação

Programas em ação

Programas em ação

Startups oferecem soluções para pequenos negócios de Curitiba

Três startups do Vale do Pinhão foram selecionadas pela Agência Curitiba de Desenvolvimento e já começaram a oferecer gratuitamente soluções para ajudar empreendedores da cidade em dificuldade devido à pandemia do novo coronovírus. PedidosNaMão, Proh e PluzApp se inscreveram no edital de chamamento público da Prefeitura, aberto no início de abril, para doação ou empréstimo gratuito de tecnologias para pequenos […]

compartilhe

Três startups do Vale do Pinhão foram selecionadas pela Agência Curitiba de Desenvolvimento e já começaram a oferecer gratuitamente soluções para ajudar empreendedores da cidade em dificuldade devido à pandemia do novo coronovírus. PedidosNaMãoProh e PluzApp se inscreveram no edital de chamamento público da Prefeitura, aberto no início de abril, para doação ou empréstimo gratuito de tecnologias para pequenos negócios.

O chamamento público ficará aberto até 31 de julho e a Comissão Permanente de Licitação da Agência Curitiba está fazendo a seleção das tecnologias, produtos e serviços.

O aplicativo de delivery PedidosNaMão, que funciona como uma plataforma de pedidos e delivery para restaurantes, bares, cafés e lanchonetes, está disponibilizando seu app de pedidos on-line com todas as comissões zeradas até o dia 1º de setembro.

“Os pequenos comerciantes não têm condições de arcar com as taxas cobradas pelas empresas que hoje dominam o setor de delivery e com a pandemia resolvemos oferecer o serviço gratuitamente, pois nosso principal desejo é que o setor se reerga e que em breve possamos estar celebrando bons resultados novamente”, explica Juliano Hans, fundador da PedidosNaMão.

Se depois dessa data, o estabelecimento decidir continuar com o PedidosNaMão, será cobrada uma taxa de apenas R$ 1 por pedido, bem abaixo dos 12%, 15% cobrados pela maioria dos outros apps de delivery.

PluzApp e Proh

Voltado também a pequenos empreendedores e autônomos, a startup PluzApp está oferecendo gratuitamente seu aplicativo para cobranças de vendas e serviços. Segundo Eduardo Aguiar, fundador da empresa da capital, o consumidor que baixa o app consegue fazer pedidos diretamente a um fornecedor de produtos ou serviços, via WhatsApp, com a vantagem de não haver cobrança de taxas, como acontece nas compras feitas por aplicativos de entrega, por exemplo.

“No PluzApp não é cobrado taxas nem do estabelecimento e nem do cliente, um dos motivos da nossa criação é democratizar a venda por app para pequenos negócios. Neste momento de pandemia, esta nossa missão ainda é mais importante”, reforça Aguiar. O PluzApp pode ser baixado em smartphones Android e iOs.

No começo do ano, a startup curitibana passou a oferecer, em parceria com o Ebanx, a PluzApp Business Conections, uma máquina de cartão de débito/crédito para pessoas físicas, voltada para autônomos parceiros do aplicativo na cobrança de vendas e serviços.

Já a startup Proh oferece um aplicativo que facilita o contato entre médicos, advogados, professores e outros profissionais com a população. O app curitibano funciona como um chat, em que a pessoa pode conversar com o profissional.

O cadastro na plataforma é gratuito e não há taxa de mensalidade. O profissional decide o valor que quer receber por esse atendimento e é cobrada uma taxa pela Proh. No caso de dúvidas sobre o novo coronavírus, tanto médicas como jurídicas, não há nenhuma cobrança.

“Os atendimentos de assuntos relativos à  covid-19 são gratuitos com o código ‘FICAEMCASA’”, salienta Pietro Ceccatto Maués, sócio-fundador da startup da capital.

Mais exemplos

A presidente da Agência Curitiba, Cris Alessi, cita outros bons exemplos já dados por startups que integram o Vale do Pinhão e que doaram soluções e serviços para ajudar a cidade e os empreendedores a reduzirem os impactos negativos da chegada do novo coronavírus.

“Curitiba é a primeira capital a oferecer a videoconsulta para a população, graças a uma parceria com a startup Doctoralia, que doou a plataforma. Já a Olist criou uma vitrine virtual para que artesãos e empreendedores de Curitiba possam comercializar seus produtos on-line”, exemplificou Cris.

Os interessados em participar do chamamento podem tirar dúvidas pelo telefone (41) 3213-7590 ou fazer o download do edital no site www.agenciacuritiba.com.br. As propostas em arquivo PDF deverão ser enviadas para o email licitacoesagencia@agenciacuritiba.com.br.

NOTÍCIAS RELACIONADAS