156 Acesso àInformação

Programas em ação

Programas em ação

Vale do Pinhão é reconhecido como um dos três ecossistemas mais inovadores do Brasil

O Vale do Pinhão, movimento da Prefeitura e ecossistema de inovação de Curitiba, responsável pela maior transformação econômica sustentável e de cidade inteligente da capital, foi eleito um dos três ecossistemas mais consolidados do Brasil pelo Prêmio Nacional de Inovação (PNI). A cerimônia de entrega da premiação, promovida pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), ocorreu, […]

compartilhe
O vice-prefeito Eduardo Pimentel representou o prefeito Rafael Greca na cerimônia do PNI e recebeu certificado e troféu pelo Vale do Pinhão ter sido um dos três finalistas na categoria Ecossistema. Foto: divulgação

O Vale do Pinhão, movimento da Prefeitura e ecossistema de inovação de Curitiba, responsável pela maior transformação econômica sustentável e de cidade inteligente da capital, foi eleito um dos três ecossistemas mais consolidados do Brasil pelo Prêmio Nacional de Inovação (PNI). A cerimônia de entrega da premiação, promovida pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), ocorreu, na noite de terça-feira (8/3), em São Paulo.

“Uma honra representar Curitiba em mais uma grande premiação nacional que projeta nossa cidade como um celeiro de inovação e ideias. O ecossistema do Vale do Pinhão, idealizado pelo prefeito Rafael Greca, reforça nossa liderança nacional em projeto inovadores e de desenvolvimento sustentável, principalmente, com foco à melhoria na qualidade de vida dos cidadãos”, afirmou o vice-prefeito Eduardo Pimentel.

Ele representou o prefeito Rafael Greca na cerimônia do PNI e recebeu certificado e troféu pelo Vale do Pinhão ter sido um dos três finalistas na categoria Ecossistema de Inovação em Estágio Consolidado, inédita da renomada premiação da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI).

O Prêmio Nacional de Inovação está em sua sétima edição (2021/2022) e é uma iniciativa da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI), liberada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). A premiação já reconhecia iniciativas de pesquisas, tecnologia e inovação de empresas e, a partir de agora, também de ecossistemas.

O primeiro lugar na categoria Ecossistema Consolidado ficou com SRI Iguassu Valley – Sistema Regional de Inovação do Oeste do Paraná. Também concorreu com o Vale do Pinhão o ecossistema de Campinas (SP).

Apoio

Curitiba recebeu mais duas importantes premiações com O Boticário e a Hilab, startup da capital eleita a melhor empresa de médio porte na categoria saúde e segurança do trabalho. A empresa de testes médicos rápidos faz parte do ecossistema do Vale do Pinhão. As duas empresas foram premiadas por Inovação em Sustentabilidade, nas categorias grande empresa (O Boticário) e média empresa (Hilab).

“Quero destacar aqui o grande apoio que temos em Curitiba com o Vale do Pinhão, importante sistema de inovação que tem nos auxiliado a crescer”, afirmou Marcus Figueiredo, CEO da Hilab.

Mobilização

Pimentel lembrou que trabalho conjunto do poder público e de todo o ecossistema do Vale do Pinhão tem ajudado no crescimento econômico da capital, mesmo com a pandemia. “No caso do município, nosso papel tem sido o de fomentar o ambiente de inovação com várias ações inéditas de governança, com a cidade inclusive agora na palma da mão do cidadão”, disse o vice-prefeito.

Entre as medidas, a Prefeitura aprovou um Fundo Garantidor de R$ 10 milhões, gerido pelo Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação, que pode alavancar até R$ 100 milhões em empréstimos, para garantir operações de crédito, facilitando o acesso ao crédito para os empreendedores. O município também prorrogou o prazo de pagamento de impostos e promoveu um programa de refinanciamento, o Refic-Covid-19, que permitiu o parcelamento de débitos.

A Prefeitura e a Agência Curitiba, por meio do Vale do Pinhão, também fomentaram diversas iniciativas, trabalhando em estreita colaboração com diversos públicos. Por uma chamada pública, lançada em 2020, a Prefeitura fez parcerias com startups e empresas locais para oferecer soluções que apoiem as atividades econômicas e ajudem na transformação digital dos negócios.

A parceria com a startup Olist, um dos três unicórnios curitibanos (empresas avaliadas em US$ 1 bilhão), ajudou os empresários, feirantes e artesãos a criar uma feira virtual, onde os empreendedores pudessem expor produtos e vender diretamente aos clientes.

Programas do município de apoio ao empreendedorismo de impacto e inovação, como os Espaços Empreendedor, Bom Negócio, Worktiba (coworkings públicos), Empreendedora Curitibana e Tecnoparque, continuaram operando mesmo nos momentos mais críticos da pandemia, em alguns períodos de forma remota.

Além disso, Curitiba tem resgatado o seu DNA inovador com iniciativas como os Faróis do Saber e Inovação; a digitalização de serviços públicos com os aplicativos Saúde Já, Curitiba APP, 156, Estar Digital e Urbs Táxi Curitiba, cadastro para creches e das áreas de urbanismo (alvará on-line), finanças e meio ambiente; a promulgação da Lei de Inovação; o programa Rosto da Cidade (de renovação do Centro Histórico e bairros); os Liceus de Ofícios e Inovação; o Fab Lab Cajuru; a  Fazenda Urbana de Curitiba; a isenção de EstaR para carros elétricos; o Bairro Novo do Caximba, o primeiro bairro inteligente do Brasil; e projetos de micromobilidade urbana e programas de eficiência energética, como a futura Pirâmide Solar e ônibus elétricos da nova Linha Inter II.

A cerimônia de entrega do Prêmio Nacional de Inovação contou ainda com a presença do gestor de Negócios da Agência Curitiba Paulo Grochowicz.

NOTÍCIAS RELACIONADAS