156 Acesso àInformação

Programas em ação

Programas em ação

Worktibas iniciam programa inédito de desenvolvimento sustentável

As startups dos Worktibas da Prefeitura iniciaram em setembro um inédito Programa de Desenvolvimento e Maturidade que busca ajudá-las a crescer de forma sustentável. A iniciativa tem como objetivo garantir que os produtos ou serviços ofertados pelos empreendedores sejam, realmente, soluções inovadoras para “dores/problemas” existentes no mercado. Vinculados à Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação, […]

compartilhe
As startups dos Worktibas da Prefeitura iniciaram o programa em setembro. Na foto, a unidade do Cine Passeio. Foto: Daniel Castellano / SMCS

As startups dos Worktibas da Prefeitura iniciaram em setembro um inédito Programa de Desenvolvimento e Maturidade que busca ajudá-las a crescer de forma sustentável. A iniciativa tem como objetivo garantir que os produtos ou serviços ofertados pelos empreendedores sejam, realmente, soluções inovadoras para “dores/problemas” existentes no mercado.

Vinculados à Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação, os Worktibas são coworkings públicos que dão apoio a empresas de Curitiba em estágio inicial, oferecendo gratuitamente espaços físicos de trabalho, infraestrutura e capacitações contínuas.

Todas as 51 startups curitibanas instaladas atualmente nos Worktibas (Cine Passeio, Barigui, Boqueirão e Digital) aderiram voluntariamente ao Programa de Desenvolvimento e Maturidade, que foi estruturado por integrantes do grupo de trabalho (GT) “Jornada de Apoio à Inovação” do Comitê de Governança do Vale do Pinhão.

“O programa foi pensado para potencializar nos empreendedores a cultura das startups, modelos de gestão ágil e técnicas de desenvolvimento de produtos e serviços voltados a uma sociedade conectada e digitalizada”, explica Marcelo Figueiral, idealizador do projeto e um dos líderes do GT.

No desenvolvimento do projeto, Figueiral usou toda a sua experiência como head de inovação em uma empresa brasileira de soluções de tecnologia. “O programa visa encurtar a curva de aprendizado destas empresas ao oferecer um raio X completo do negócio, além de possibilidade de conexões com profissionais e mentorias que ajudem a por em prática ideias e a cumprir metas com mais agilidade e menor risco”, observou.

Os empreendedores Yesica Vecchi e Barbara Moriel também participaram da estruturação do programa.

Cris Alessi, presidente da Agência Curitiba, destaca a mobilização de membros do GT do Comitê de Governança do Vale do Pinhão para estruturar o programa e avalia que a iniciativa deve ajudar a qualificar ainda mais as startups dos Worktibas, contribuindo para que elas ganhem maturidade em gestão e cresçam.

“Se uma startup depender apenas do desenvolvimento de soluções internamente, ela pode tardar demais em promover as mudanças ou melhorias que deveria. O programa permite que as empresas dos Worktibas realmente se conheçam e possam, de acordo com seu estágio de desenvolvimento, adotar estratégias e ferramentas que as auxiliem a ter escala”, ressalta.

LEIA TAMBÉM

Comitê de Governança define pilares do Vale do Pinhão

Conheça empresas instaladas no Worktiba Boqueirão

Startups testam serviços no Worktiba Barigui

Foodtechs ingressam no Worktiba Cine Passeio

Etapas

No início de setembro, as startups dos Worktibas começaram a participar do Programa de Desenvolvimento e Maturidade. Inicialmente, foi feito um diagnóstico do estágio do negócio de cada uma delas, a partir de uma “Matriz de Maturidade” especialmente desenvolvida para o programa. “Assistimos a pitchs gravados para o ingresso nos Worktibas este ano, fizemos entrevistas e avaliamos os projetos para que pudéssemos aplicar a Matriz de Maturidade em cada uma das startups dos Worktibas”, recorda Figueiral.

Os empreendedores já receberam seus feedbacks e foram enquadrados em uma das quatro fases de negócio: aprendizado (que ainda permite mudanças no projeto e até pivotar, ou seja, mudar completamente de área), desenvolvimento/ajustar (a dor/problema está bem mapeado, mas o produto ou serviço ainda precisa ser desenvolvido), desenvolvimento/tracionar (a dor/problema e produto/serviço estão mais alinhados e o desafio é colocar o produto no mercado) e desenvolvimento/avançado (o desafio é focar em estratégias de marketing, vendas e táticas rápidas de crescimento).

Jornadas

A partir de agora as startups vão começar as jornadas de melhoria das soluções, com direito inclusive ao guia “Como Decolar seu Foguete”, que irá ajudá-los a definir o melhor caminho a seguir para crescer de forma sustentável. “O programa trabalha com a construção de um foguete, tendo sua base no aprendizado, o meio sendo o desenvolvimento e o topo do foguete o avançado ou decolagem”, resume Figueiral.

Após a localização de momento de cada empreendedor, é indicada a jornada que pode compreender a conexão com profissionais ou mentorias para acelerar o aprendizado e, é claro, o desenvolvimento.

Dependendo do estágio do negócio, os empreendedores poderão seguir três jornadas: Aprendizado (construção da cultura de startup enxuta, compartilhando conteúdos para o desenvolvimento de um negócio com base tecnológica), Desenvolvimento (foco em metodologias e ferramentas para aprimoramento de produtos e conhecimento do mercado) e Avançado (busca de investimentos e estratégias para acelerar o crescimento do negócio).

Oportunidade

Thales Cândido Gonçalvez, um dos sócios da startup UnboxCoffee, e-commerce de cafés artesanais brasileiros instalado no Worktiba Cine Passeio, está entusiasmado em participar do programa, pois avalia que as jornadas deverão ajudá-los a ter uma maior presença digital. “Ainda estamos no estágio de desenvolvimento com necessidade de ajustes e precisamos aprimorar nossas ferramentas tecnológicas, integrando marketing e vendas”, conta ele.

Elicéia Dalprá e Gislaine Queiroz são sócias da startup curitibana Única Entrega, especializada em delivery feito só com mulheres de motos ou carros, e já estão se preparando para iniciar sua jornada de crescimento através do programa. A empresa está instalada no Worktiba Boqueirão. “A Única Entrega está numa fase de desenvolvimento pronta para tracionar e o feedback já nos deu insights de como podemos continuar nossa curva de crescimento”, diz Gislaine.

NOTÍCIAS RELACIONADAS